DNIT RESTRINGE TRÁFEGO DE VEÍCULOS DE CARGA EM PONTE NO NORTE DE MINAS

Fique atento às placas de sinalização

O SETCEMG informa que o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) determinou restrição de carga na ponte sobre o Rio das Velhas, no KM 141,6 da BR-365/MG, no Norte de Minas, a partir do dia 1º de abril.

A restrição será mantida até reabilitação da ponte. O DNIT informa que está com edital na praça para contratação de serviços de reabilitação estrutural e melhorias na ponte, com data prevista para recebimento das propostas em 30 de abril.

Nos acompanhe em nossas redes sociais para atualizar suas informações.

Ir e Vir Seguro realiza ação de conscientização focada no carnaval

A campanha Ir e Vir Seguro esteve presente nas rodovias federais, estaduais e nas concessionadas em uma grande força-tarefa nos dias que antecedem o carnaval. Na manhã desta sexta-feira (9/2), o SETCEMG e seus parceiros realizaram a Operação Carnaval 2024 no posto da PRF da BR-040, Km 554, na saída de Belo Horizonte para Nova Lima.

Dessa vez, além dos parceiros do Ir e Vir Seguro – SETCEMG, Polícia Rodoviária Federal (PRF), Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG), DER-MG, DNIT e Defesa Civil, participaram da ação a COMJOVEM BH e Região, a Guarda Civil de Nova Lima e a concessionária Via 040, em uma grande mobilização com foco na diminuição do número de acidentes nas estradas.

O vice-presidente do SETCEMG, Adalcir Lopes, participou da ação, onde distribuiu material educativo e convidou motoristas abordados a baixarem o aplicativo “Interdições Rodovias”, criado no fim do ano passado pelo Ir e Vir Seguro. “Estamos intensificando a campanha para que ela ganhe o máximo de alcance possível, e que o aplicativo tenha o maior número de colaboradores, para que isso ajude a preservar vidas e que todos saiam para aproveitar o carnaval e voltem com segurança e felizes para suas casas”, afirmou.

O SETCEMG produziu materiais educativos específicos para serem distribuídos nas praças de pedágio nas saídas da Região Metropolitana de Belo Horizonte e nas blitze organizadas pela PRF, DER-MG e PMMG. Estão sendo distribuídos mais de 30 mil panfletos com informações sobre o aplicativo que permite acesso às condições das rodovias mineiras em tempo real. Dessa forma, todos poderão programar suas viagens com segurança, verificar o melhor trajeto.

IR e VIR SEGURO intensifica campanha com parceiros no Carnaval

A campanha Ir e Vir Seguro está presente nas rodovias federais, estaduais e nas concessionadas em uma grande força-tarefa nestes dias que antecede o carnaval. O trabalho do SETCEMG na campanha IR e VIR SEGURO é permanente. “O IR E VIR SEGURO é uma campanha idealizada pelo SETCEMG, em parceria com as Policias Militar e Rodoviárias Estadual e Federal, e os órgãos de governo DER-MG, DNIT e Defesa Civil, com um aplicativo importante que mostra em tempo real as condições das estradas mineiras. É grátis, de fácil acesso e disponível a todos”, explica o presidente do SETCEMG, Antonio Luis da Silva Junior.

O SETCEMG produziu materiais específicos para serem distribuídos nas praças de pedágio nas saídas da região metropolitana de Belo Horizonte e nas blitze organizadas pela PRF, DER e PMMG.

Estão sendo distribuídos 30 mil panfletos com informações sobre o aplicativo que permite acesso às condições das rodovias mineiras em tempo real. Dessa forma, todos poderão programar suas viagens com segurança, verificar o melhor trajeto.

A iniciativa proporciona um mapa interativo em tempo real, permitindo que os usuários visualizem interdições, rotas alternativas e as reais condições das estradas, reduzindo drasticamente o número de acidentes e agilizando a reparação e demais providências do governo nos pontos com problemas.

Permite, ainda, que o cidadão que estiver transitando por alguma rodovia e se deparar com algum bloqueio parcial ou total, ele mesmo poderá adicionar a informação no aplicativo, mesmo sem internet. A informação chegará ao banco de dados da PMRv-MG, será revisada pela equipe de monitoramento de rodovias, que fica de plantão 24h e liberada para visualização de todos.

Blitz da PRF e PMMG

O vice presidente do SETCEMG, Adalcir Lopes, esteve nesta quinta-feira (8/02) com o Coronel Fábio e o Tenente Yuri, na sede da Polícia Rodoviária Militar de Minas Gerais, para levar o material da campanha IR e Vir Seguro que será distribuído na Blitz que acontecerá nesta sexta-feira 9/02), às 7h30, na Br 040, após o Posto Chefão.

“O material orienta sobre o uso do aplicativo desenvolvido pelo IR e VIR Seguro que permite ao usuário obter informações em tempo real sobre as condições das rodovias mineiras e interagir com a PMMG sobre qualquer intercorrência no percurso para que os órgãos competentes possam verificar e providenciar o pronto restabelecimento do local”, orienta Adalcir.

Campanha Ir e Vir Seguro

O  SETCEMG firmou uma parceria com a Polícia Rodoviária Federal (PRF)Polícia Militar Rodoviária de Minas Gerais (PMRv-MG)Departamento de Edificações e Estradas de Rodagem de Minas Gerais (DER-MG) e Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) e lançou, no dia 29 de novembro de 2022, a campanha “Ir e Vir Seguro – no período das chuvas”.

Pela primeira vez uma campanha é realizada no estado com o objetivo de monitorar os eventos em consequência das chuvas e levar as informações para a sociedade e também para os parceiros envolvidos para dar agilidade às soluções.

A campanha obteve tanto sucesso que transformou-se em uma campanha permanente somando novos parceiros, como a Coordenadoria Estadual de Defesa Civil – Cedec e, agora, no carnaval, a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) com a inclusão das concessionárias na distribuição de material de apoio à campanha.

Programa Rodovida vai intensificar fiscalização nas estradas do país, de dezembro até o Carnaval

Com a chegada do período das festas de final de ano, das férias escolares e, posteriormente, do Carnaval, o fluxo de automóveis, nas rodovias do país, se intensifica significativamente. Com o intuito de tornar os caminhos dos brasileiros mais seguros nessa época, a Senatran (Secretaria Nacional de Trânsito), do Ministério dos Transportes, lançou, nesta quarta-feira (13), o programa Rodovida. A cerimônia de lançamento contou com a presença de representantes do Sistema Transporte.

O programa é constituído pelo conjunto de ações organizadas, coordenadas e integradas de órgãos e entidades do Sistema Nacional de Trânsito, voltadas à segurança viária e à redução dos sinistros de trânsito de dezembro até o domingo após o feriado de Carnaval de 2024. O objetivo da iniciativa é intensificar a fiscalização com a integração de órgãos públicos federais, estaduais e municipais para prevenir acidentes de trânsito e conscientizar os condutores.

O presidente do Sistema Transporte, Vander Costa, compôs a mesa de abertura ao lado do ministro interino dos Transportes, George Santoro; do secretário nacional de Trânsito da Senatran, Adrualdo Catão; do diretor-geral da ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres), Rafael Vitale; e de representantes de outras instituições do Sistema Nacional de Trânsito. A diretora executiva nacional do SEST SENAT, Nicole Goulart, também prestigiou o lançamento.

Em sua fala, Vander Costa destacou que os objetivos do Rodovida estão totalmente alinhados à missão do Sistema Transporte, que trabalha, em várias frentes, para melhorar o cenário do setor no país.

“Podemos destacar a nossa Pesquisa CNT de Rodovias, que, ano após ano, traça a relação entre a qualidade da malha viária e os riscos de acidentes. Para melhorar a infraestrutura de transporte, trazemos subsídios técnicos, que podem – e devem – ser usados pelos formuladores de políticas públicas. Buscamos, sobretudo, sensibilizar os parlamentares por meio de um trabalho intenso de relações institucionais. Com esse apoio, contribuímos para a proposição de leis mais avançadas e para que mais verbas sejam direcionadas à manutenção da infraestrutura de transporte”, declarou Vander Costa.

O ministro interino dos Transportes, George Santoro, ressaltou que esse é um momento importante para mobilizar cada instituição presente e destacou a importância da participação da CNT (Confederação Nacional do Transporte). “É muito importante que, diariamente, em todas as situações, a gente busque a redução de sinistros. O Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes) e as concessionárias têm feito um trabalho muito importante a partir de dados que a CNT divulga, todos os anos, com locais de mau funcionamento das rodovias e traçados mal projetados que precisam ser consertados. Esse é um trabalho que a CNT faz e acaba orientando a nossa atuação para melhorarmos a segurança viária. Este é o ponto fundamental que toda família quer: que os entes queridos voltem para casa com segurança. E a gente tem de coordenar esses esforços para conseguir isso de forma estruturada”, destacou Santoro.

O Rodovida é sobre a união de esforços e a mobilização nacional, especialmente, neste período do ano. Adrualdo destacou que a parte da Senatran é coordenar os esforços entre todas as entidades com um único objetivo: reduzir a mortalidade no trânsito. “O nosso desafio é unir o maior número possível de organizações responsáveis pelo trânsito. Não podemos comunicar somente para o cidadão; precisamos comunicar para o gestor que ele é parte do sistema. Sem a responsabilidade do gestor, nunca conseguiremos resolver”, afirmou o secretário nacional de Trânsito, Adrualdo Catão.

Dentre as ações e os temas que devem ser abordados pela fiscalização e pelas atividades educativas da edição de 2023/2024 do Rodovida, estão:

• excesso de velocidade;

• ultrapassagens proibidas;

• uso de álcool;

• descumprimento do tempo de direção dos motoristas profissionais;

• transporte ilegal de passageiros;

• não uso do cinto de segurança;

• transporte inadequado de crianças em veículos automotores;

• utilização do celular pelos condutores;

• não uso de equipamento de proteção por motociclistas, como capacete adequado;

• falta de cuidado com os mais vulneráveis no trânsito (pedestres, ciclistas e motociclistas);

• uso incorreto da cadeirinha para crianças;

• condução insegura, especialmente por motofretistas e ciclofretistas.

Guia de Viagem Segura

Na oportunidade, o presidente Vander Costa reforçou que o Sistema Transporte também realiza um trabalho de conscientização da população. Para isso, anunciou o lançamento, também nesta quarta-feira (13), da publicação Viagem Segura – Guia CNT de Segurança nas Rodovias 2024, trabalho que detalha as condições mais críticas da malha rodoviária em relação à segurança no trânsito.

Clique aqui e saiba mais sobre o Guia.

Fonte: Agência CNT Transporte Atual

Pesquisa CNT de Rodovias 2023 reforça a importância de maior investimento na malha rodoviária

O transporte rodoviário, responsável pelo deslocamento de 65% das cargas e de 95% dos passageiros no país, se movimenta sobre rodovias cuja qualidade do Estado Geral, quanto à conservação, está com 67,5% da sua extensão classificada como Regular, Ruim ou Péssimo e 32,5% classificada como Ótimo ou Bom. Os percentuais demonstram uma relativa estabilidade no Estado Geral da malha rodoviária brasileira, em comparação com os resultados do ano passado, que apresentavam, respectivamente, 66,0% e 34,0% para os mesmos níveis de classificação.

A constatação faz parte dos resultados da 26ª edição da Pesquisa CNT de Rodovias, divulgada pela CNT e pelo SEST SENAT nesta quarta-feira (29/11). Trata-se do maior estudo sobre infraestrutura rodoviária no Brasil. O levantamento deste ano avaliou 111.502 quilômetros de rodovias pavimentadas, o que corresponde a 67.659 quilômetros da malha federal (BRs) e a 43.843 quilômetros dos principais trechos estaduais.

A classificação do Estado Geral compreende três principais características da malha rodoviária: o Pavimento, a Sinalização e a Geometria da Via. Levam-se em conta variáveis como condições do pavimento, das placas, do acostamento, de curvas e de pontes. Em 2023, a avaliação Regular, Ruim e Péssimo dessas características foi: 56,8% (Pavimento), 63,4% (Sinalização) e 66,0% (Geometria da Via), percentuais que também ficaram próximos aos dos registrados no ano passado: 55,5%, 60,7%, 63,9%, respectivamente.

A realidade que o estudo expõe reforça o que a CNT vem defendendo há anos: a necessidade de continuar mantendo investimentos perenes e que viabilizem a reconstrução, a restauração e a manutenção das rodovias. “Essas são ações que a agenda da Confederação enfatiza e amplia institucionalmente, no âmbito do poder público, especialmente no Executivo e no Legislativo”, ressaltou o presidente do Sistema Transporte, Vander Costa, durante o lançamento do estudo, realizado na sede no Sistema Transporte, em Brasília (DF).

Presente na cerimônia, o ministro dos Transportes, Renan Filho, exaltou o papel da Pesquisa CNT para o acompanhamento da infraestrutura rodoviária. “Trata-se de um importante verificador independente da infraestrutura nacional e aponta que, nos últimos 7 meses de governo, houve a interrupção da piora da malha rodoviária do país”, disse.

“Esse é um dado muito relevante, pois a qualidade vinha caindo desde o ano de 2016. Os dados divulgados hoje mostram sinais da retomada da qualidade das vias federais, com a ampliação dos investimentos garantida pela PEC da Transição. O Índice de Condição da Manutenção aferido mensalmente pelo DNIT (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes) aponta a elevação de qualidade, principalmente no segundo semestre. Certamente, no levantamento da CNT do próximo ano, iremos verificar esse crescimento”, completou o ministro.

Em sua participação, o senador Wellington Fagundes (PL-MT) ressaltou o importância da Pesquisa para o desenvolvimento do transporte no Brasil. O parlamentar, que é presidente da Frenlogi (Frente Parlamentar Mista de Logística e Infraestrutura) convidou a CNT a apresentar os dados no Senado Federal. A ex-senadora Kátia Abreu também prestigiou o lançamento.

Primeiros resultados

O esforço empreendido pela Confederação, no sentido de conseguir uma maior atenção com relação à infraestrutura rodoviária, começa a surtir efeito. Em 2023, a Pesquisa estimou que o aumento do custo operacional do transporte rodoviário de cargas, em decorrência da má conservação do pavimento das rodovias no Brasil, foi de 32,7%. O percentual ficou levemente abaixo do registrado no ano passado: 33,1%.

Porém, os investimentos em infraestruturas, no PLOA 2024 (Projeto de Lei Orçamentária Anual de 2024), sofreram uma redução de 4,5% no volume de recursos para o setor em relação ao autorizado no Orçamento para infraestrutura de transporte em 2023. Diante desse cenário, a CNT trabalha para viabilizar um aumento na dotação, por meio de emendas para intervenções prioritárias em 2024, em consonância com as prioridades do transporte e da logística do país.

Vigilância

É válido lembrar que não se trata apenas de ter rodovias em condições ideais de tráfego. A Pesquisa mostra que a falta de qualidade da pavimentação das rodovias impacta o preço do frete e, consequentemente, dos produtos para o consumidor final. Sem rodovias de qualidade, o consumo de combustível fóssil e a emissão de gases também aumentam. Esses prejuízos são calculados no âmbito da sustentabilidade, por meio do desperdício de óleo diesel.

De acordo com os resultados relacionados à avaliação da qualidade do pavimento (56,8% Regular, Ruim e Péssimo; e 43,2% Ótimo ou Bom), é possível estimar que, neste ano, 1,139 bilhão de litros de diesel será consumido de forma desnecessária pela modalidade rodoviária do transporte nacional. A queima dessa quantidade de combustível fóssil resultará na emissão de 3,01 milhões de toneladas de gases poluentes na atmosfera (MtCO2e).

A CNT disponibiliza os resultados da Pesquisa de Rodovias nas formas global e segmentada por jurisdição, gestão, região, Unidade da Federação e trecho rodoviário da malha. Este último está acessível também no Painel de Consultas Dinâmicas, ferramenta que permite a aplicação de diversos filtros, além de fornecer um ranking dos trechos pesquisados.

Público × privado

Ao analisar o resultado da Pesquisa quanto ao Estado Geral das rodovias por tipo de gestão pública e privada, percebe-se que as públicas (que representam 76,6% da extensão pesquisada neste ano) apresentam percentuais maiores de avaliações negativas: Regular, Ruim e Péssimo. Essas más condições correspondem a 77,1%.

Por outro lado, nas rodovias concessionadas (que representam 23,4% da extensão pesquisada em 2023), os altos percentuais para o Estado Geral remetem a uma situação oposta, ou seja, a bons resultados. De acordo com a Pesquisa, 64,1% da extensão da malha concedida, avaliada pelo levantamento nessa característica, foram classificados como Bom e Ótimo.

“A diferença nos resultados de classificação do Estado Geral para as malhas públicas e privadas evidencia como cada gestão trabalha o investimento nas rodovias. Enquanto as concessões estão sob o cumprimento de obrigações contratuais estabelecidas por parte dos agentes reguladores, o volume de investimentos por parte da gestão pública depende de agenda orçamentária e de prioridades estabelecidas pelo gestor”, comentou o diretor executivo da CNT, Bruno Batista.

O Novo PAC prevê R$ 185,80 bilhões em investimentos para o modo rodoviário, dos quais R$ 112,8 bilhões são da iniciativa privada (60,7%) e R$ 73,0 bilhões do governo federal (39,3%). Essa realidade demonstra uma recuperação da capacidade de investir com duas frentes, via Estado e/ou por meio de relações de colaboração com a iniciativa privada, contemplando concessões e parcerias.

Pontos críticos

Uma das apurações resultantes do levantamento é a dos principais pontos críticos registrados nas rodovias do país: quedas de barreiras, erosões nas pistas, buracos grandes, pontes caídas e pontes estreitas. Trata-se de problemas na infraestrutura que interferem na fluidez dos veículos, oferecendo riscos à segurança dos usuários, aumentando significativamente a possibilidade de acidentes e gerando custos adicionais ao transporte.

Na Pesquisa CNT de Rodovias, é possível consultar os dados acerca da localização, da quantidade, do tipo e da densidade de pontos críticos registrados nas rodovias federais e estaduais do país, bem como das suas condições de sinalização, além de serem disponibilizadas fotos das ocorrências. Essas informações podem ser agrupadas por Unidade da Federação e por ano.

Intervenções prioritárias

  • Recuperação, manutenção e reconstrução de trechos avaliados
  • Eliminação de 2.684 pontos críticos:
  • 207 quedas de barreiras;
  • 5 pontes caídas;
  • 504 erosões nas pistas;
  • 803 unidades de coleta com buracos grandes;
  • 67 pontes estreitas;
  • 62 outros tipos de pontos críticos que possam atrapalhar a fluidez da via.

Acesse: Pesquisa CNT de Rodovias 2023

Atenção: obras de manutenção na MG-290 e MG-455

Região de Jacutinga, na MG-290, e trecho de Andradas, na MG-455, terão obras de microrevestimento e fresagem

 

A EPR Sul de Minas avança com os trabalhos de recuperação funcional das rodovias sob sua administração. Entre os dias 01 de agosto e 05 de agosto, as equipes atuarão na manutenção do pavimento na MG-290, iniciando em Jacutinga e seguindo sentido Borda da Mata, e MG-455, no município de Andradas. Todos esses locais estão sujeitos a eventuais bloqueios temporários e operação pare e siga. A medida é necessária para garantir a segurança dos motoristas e trabalhadores durante a movimentação de máquinas pesadas.

A MG-295, LMG-877, MG-459 também contarão com trabalhos de manutenção esta semana, porém sem a necessidade de bloqueios no trânsito. Além do trabalho de conservação, a EPR Sul de Minas segue com obras de recuperação da tubulação de canalização de curso d’água no km 75 da BR-459, em Congonhal.  No local, o trânsito segue sendo desviado pela faixa sentido Poços de Caldas e há operação pare e siga. Em Senador José Bento, no km 68, as obras seguem pelas laterais da pista, sem interferência no fluxo de passagem de veículos

Os motoristas que trafegam pela BR-459, no km 113 devem ficar atentos. O trecho continua com desvio de tráfego, devido a obra de infraestrutura de rede elétrica e de dados às margens da rodovia, para a construção da praça de pedágio.

Confira a programação da operação pare e siga

Pare e Siga na BR-459

De Segunda a Domingo – km 32 (Caldas) – em ambos os sentidos da via

De Segunda a Domingo – km 54 (Ipuiúna) – em ambos os sentidos da via

De Segunda a Domingo – km 78 (Senador José Bento) – em ambos os sentidos da via

De Segunda a Domingo – km 113 (Santa Rita do Sapucaí) – em ambos os sentidos

De Segunda a Domingo – km 158 (Itajubá) – em ambos os sentidos

Pare e Siga na CMG – 146 

De Segunda a domingo – km 538 (Andradas) – em ambos os sentidos da via

De Segunda a domingo – km 550 (Andradas) – em ambos os sentidos da via

Pare e Siga na MG – 290

De Segunda a domingo – km 46 (Borda da Mata) – em ambos os sentidos da via

De Segunda a domingo – km 29 (Borda da Mata) – em ambos os sentidos da via

De Segunda a domingo – km 70 (Ouro Fino) – em ambos os sentidos da via 01/08/2023- entre o km 96,2 e o km 97,2

02/08/2023- entre o km 96,2 e o km 96,7

03/08/2023- entre o km 96,7 e o km 97,2

04/08/2023- entre o km 96,2 e o km 96,7

05/08/2023- entre o km 95 e o km 95,2

Pare e Siga na MG – 173

De Segunda a domingo – km 7 (Cachoeira de Minas) – em ambos os sentidos da via

Pare e Siga na MG – 455 – Andradas

31/07/2023 – entre o km 37 e o km 37,5
01/08/2023-
 entre o km 23 e km 25 e entre os km 41,9 e 42,3

02/08/2023- entre o km 23 e km 25 e entre os km 37 e 37,5

03/08/2023- entre o km 27 e km 28 e entre os km 39,6 e 42

04/08/2023- entre o km 27 e km 28 e entre os km 36,6 e 39,6

05/08/2023- entre o km 30 e km 32

Atenção!

Em locais onde há obras a velocidade permitida da via é reduzida para 40km/h. As rodovias estarão devidamente sinalizadas com placas indicando os desvios e manobras a serem realizadas pelos motoristas, além da velocidade.

Todas as obras seguirão o cronograma indicado em condições normais de operação e clima, com início às 8h e o acesso a via totalmente liberado para o tráfego diariamente após a paralisação das atividades. Em caso de chuva, as obras poderão ser reprogramadas.

Trafegar em uma rodovia em obras exige atenção redobrada. Além de respeitar a sinalização, os condutores devem manter uma distância segura do veículo que vai à frente.

Com informações da EPR Sul de Minas

SETCEMG, EM VISITA AO DNIT, SOLICITA MANUTENÇÃO URGENTE DA BR-381

Representantes do SETCEMG e dos movimentos Ir e Vir Seguro e Pró-Vidas reuniram-se, na segunda-feira, 24/07, com o superintendente do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes – Dnit, Antônio Gabriel, para tratar sobre a BR-381, conhecida como Rodovia da Morte, devido ao alto número de acidentes e morte que acontecem no trecho entre Belo Horizonte e Governador Valadares.

O presidente do SETCEMG, Antonio Luis da Silva Junior, aproveitou a oportunidade para fortalecer o relacionamento entre a entidade e o Dnit, que é parceiro do Movimento Ir e Vir Seguro, e entregou um ofício ao superintendente detalhando a situação da BR-381 e a urgência de manutenção de vários trechos.

No documento, o SETCEMG alerta para a necessidade de obras emergenciais, pois a rodovia se encontra com trechos com quedas de barrancos e invasão de grande volume de terras nas pistas, causando afunilamento do trânsito com riscos de graves acidentes e de interdição do trânsito.

“Estamos agora nos aproximando novamente do período de chuvas, momento oportuno para a retomada dos trabalhos de prevenção e realização de obras emergenciais nas estradas, com o objetivo de eliminar riscos evidentes ao tráfego e à segurança dos usuários das rodovias”, alertou o presidente da entidade.

Dessa forma, o SETCEMG  juntamente com o Ir e Vir Seguro e Movimento Pró-Vidas solicitaram ao Dnit providências para a realização de obras de recuperação ou construção de desvios e variantes adequadas que permitam o trânsito de veículos de carga nos trechos indicados.

O superintendente informou que está providenciando mudanças nos contratos de manutenção da BR-381, com o aporte de mais recursos para atender as necessidades.

Na visita, o presidente honorário do SETCEMG, Gladstone Lobato, integrou a comitiva.

BR 381: Corredor Estratégico do Brasil

Neste mês de julho, no dia 7, o Sindicato das Empresas de Transportes de Cargas e Logística de Minas Gerais (SETCEMG) e o Movimento Pró-Vidas BR-381 receberam o diretor da Agencia Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), Guilherme Theo Sampaio, e o superintendente de Concessão da ANTT, Marcelo Cardoso Fonseca, para uma conversa sobre a situação do processo de duplicação da BR-381. O encontro foi realizado na unidade do SEST SENAT Jardim Vitória, em Belo Horizonte.

Participaram do encontro o presidente do SETCEMG, Antônio Luís da Silva Júnior; o presidente honorário do Sindicato, Gladstone Lobato;o presidente da FETCEMG, Sérgio Pedrosa; representantes da COMJOVEM BH e Região; lideranças políticas, prefeitos e vereadores da região do entorno da BR-381vetor Leste; e o coordenador do Movimento Pró-Vidas, Clésio Gonçalves. Os jovens empresários, integrantes da Comjovem BH e Região, também marcaram presença no encontro.

Gladstone Lobato, além de agradecer a presença e apoio de todos em favor da duplicação da BR-382, destacou o posicionamento do setor a favor do pedágio para ter uma rodovia segura. “Estamos dispostos a pagar o pedágio e sabemos que a Agência buscará preços justos e módicos”, disse.

Guilherme anunciou que a ANTT aprovou, nesta quinta-feira (6/7), o edital de concessão do sistema rodoviário da BR-381, em Minas Gerais, cujo documento foi publicado no Diário Oficial da União desta sexta-feira (7/7) e o público pôde ter acesso às informações em primeira mão. Faz parte do edital o trecho da BR-381 de 304 quilômetros entre Belo Horizonte e Governador Valadares e serão investidos cerca de 10 bilhões de reais em 10 anos com a duplicação134 quilômetros e melhorias ao longo do percurso.

Estão previstas cinco praças de pedágio na concessão da BR-381/MG: Caeté, João Monlevade, Jaraguaçu, Belo Oriente e Governador Valadares. As tarifas serão diferenciadas para pista simples e dupla. Haverá desconto de 5% para usuários que tiverem TAG. Além disso, o Desconto de Usuário Frequente (DUF) prevê redução progressiva na tarifa pela passagem na praça ao longo de um mês, tornando a cobrança mais justa. O leilão da rodovia está previsto para 24 de novembro de 2023.

“Buscamos modicidade tarifária com um projeto sustentável para tornar a BR-381 em “Rodovia da Vida”, do desenvolvimento, deixando a alcunha de rodovia da morte no passado”, afirmou Guilherme.

Ao final, Clésio Gonçalves colocou que o Movimento Pró-Vidas BR-381 soma seus esforços aos do SETCEMG e a de todos os mineiros, que reconhecem na duplicação da BR-381 uma prioridade para a garantia da preservação de vidas e de desenvolvimento para Minas Gerais.

Confira as fotos no link: https://www.flickr.com/photos/setcemg/albums/72177720309677469

TRC na Mídia: “BR-381:Corredor Estratégico do Brasil”

O evento “BR-381: corredor estratégico do Brasil”, idealizado pelo SETCEMG em conjunto com o Movimento Pró-Vidas BR-381 repercutiu na imprensa na última semana.

O Tempo publicado na última sexta-feira (07/07), foi um dos veículos que repercutiram. Na matéria foi relatada a palestra de Guilherme Theo Sampaio, diretor da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), e as obras que serão licitadas na duplicação da BR-381 entre o trecho de Belo Horizonte e Governador Valadares.

De acordo com o jornal, o edital havia sido aprovado pela agência na quinta-feira (06/07) e publicado pelo Diário Oficial da União, na sexta, 07/07. Dentre as mudanças previstas e que foram apresentadas pelo diretor, estão cinco novas praças de pedágios entre o trecho, que deverão custar entre R$ 11 a R$ 16 cada, usuários frequentes e com TAG terão desconto. O leilão da duplicação foi anunciado e está previsto para o dia 24 de novembro, na sede da B3 em São Paulo (SP). Veja aqui a matéria completa.

O jornal MG2, da TV Globo, também noticiou a publicação do edital e o evento. Além disso, o presidente honorário do SETCEMG, Gladstone Lobato, concedeu uma entrevista na qual refirmou a importância da duplicação para o setor. Confira a matéria aqui.

O jornal Diário do Aço, de Ipatinga, também falou sobre o evento e pontuou sobre a palestra do Guilherme Theo. Além disso, anunciou a data do leilão e o valor que será investido pela empresa que apresentar a melhor proposta e, assim, vencer. Veja aqui a matéria completa.

Confira outras publicações sobre o evento na imprensa:

https://www.em.com.br/app/noticia/economia/2023/07/06/internas_economia,1517125/rodovia-da-morte-br-381-tem-leilao-marcado-para-ainda-este-ano.shtml

https://www.em.com.br/app/noticia/gerais/2023/07/08/interna_gerais,1517706/edital-de-concessao-da-br-381-preve-duplicacao-e-mais-de-r-9-bi-em-aportes.shtml

https://www.metabase.com.br/metabase-participa-do-movimento-pro-vidas-br-381

Acompanhe os roubos nas rodovias mineiras em tempo real

Diante do cenário de roubos de cargas no estado e a viralização de inúmeras matérias veiculadas nas redes sociais apontando um aumento de roubo de cargas, o assessor de Segurança Patrimonial da FETCEMG e coordenador do GT de Segurança do SETCEMG, Ivanildo Santos, faz uma análise sobre o cenário.

Segundo ele, no primeiro trimestre, analisando os números da SEJUSP MG, é possível observar um aumento real nos furtos e roubos de cargas de aproximadamente 12% em relação ao mesmo período de 2021 e 2022.

“Vendo esse aumento gradativo de roubo de cargas, o que preocupa toda a cadeia de transporte, procuramos intensificar o contato dos transportadores com as forças de Segurança. No SETCEMG, somente neste ano, já realizamos três reuniões de GT de Segurança, visando aproximar o transportador das forças de segurança, mostrar a realidade do roubo de carga no país e orientar o transportador nos cuidados com as medidas de segurança no transporte rodoviário de carga”, destaca Ivanildo.

IR E VIR SEGURO

Uma outra ação de impacto do Sindicato é a campanha IR e VIR SEGURO, cujo foco em sua nova etapa é a atenção ao roubo de cargas. Desde o final de abri, o SETCEMG em parceria com a Polícia Militar Rodoviária de Minas Gerais disponibiliza no site do Ir e Vir Seguro o mapa com informações atualizadas dos locais com maior incidência de crimes contra o patrimônio nas rodovias de Minas Gerais.

De acordo com o mapa as regiões de maior concentração desse crime é a Metropolitana de Belo Horizonte, o Triângulo Mineiro e Sul de Minas, nas Brs 040 entre Contagem e Conselheiro Lafaiete, 262 na grande BH e em Manhuaçu, e na 381 entre Pouso Alegre e Cambuí.

Veja, aqui, o mapa e acompanhe as informações em tempo real.